quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

JOANINHA SONHADORA


 Era uma vez uma jovem chamada Joaninha, ela sonhava em mudar o mundo. Sentia-se triste quando via uma criança desamparada ou sujeita a se deixar levar pelas ilusões das drogas, caminho da violência e perdição.
         Joaninha rezou e então teve uma idéia: “vou reunir as crianças que eu puder e vou falar para elas do amor de Deus e das boas virtudes que elas devem cultivar”.
         Deu certo, em pouco tempo Joaninha contava com quase 100 crianças envolvidas em seu projeto de vida.
         Joaninha resolveu fazer uma gincana pensando em desenvolver a caridade, a catequese e a integração entre as crianças. Ela organizou tudo com muito zelo e carinho.          Deus a abençoou e ela conseguiu tudo que precisava para dar um dia de grande alegria para as crianças: lanche, brincadeiras, tarefas divertidas, palco, toldos, parquinho infantil para os menores, premiação para todas as classificações das equipes, ornamentação, degustação de produtos, algodão doce, som de qualidade e ministérios de música animando. Joaninha estava muito feliz. Uma grande quantidade de pessoas a ajudaram.
         A gincana foi uma bênção e todas as crianças participaram com brilhantismo e desenvoltura. Enfim a gincana terminou dando o 1º lugar à equipe que durante todo o último mês se empenhou com grande esforço para alcançar o objetivo. A equipe que ficou em 2º lugar não ficou satisfeita e alguns membros magoaram Joaninha com comentários indevidos. A equipe que ficou em 3º não ficou tão feliz, mas alguns membros deram exemplo de companheirismo parabenizando os que conseguiram a melhor colocação.          Ninguém brigou, mas alguns estavam um pouco inconformados...
         Terminou a gincana, a grande maioria das pessoas foram embora. Joaninha estava muito cansada e na verdade até se sentiu só ao ver tudo que ainda tinha para arrumar, organizar e limpar. Joaninha quase chorou. Mas uma garota, ao ver nos olhos de Joaninha seu cansaço se ofereceu prontamente para ajudar e em seguida outra e outra as seguiram.          Tudo ficou pronto em pouco tempo.
         Passado a gincana Joaninha se pergunta: “Será que minhas lindas crianças entenderam como é importante doar a quem precisa, contar com Deus para tudo e que a amizade e a união estão acima de qualquer competição?” E parou para se fazer mais uma pergunta: “Valeu a pena todo o esforço, trabalho, dedicação, empenho e investimento para que as crianças tivessem um dia feliz e proveitoso?”
         ... e então o que você acha?
         Sim, Joaninha viu que valeu a pena, porque tudo que é feito com amor vale a pena.          Joaninha olhou para Jesus no Sacrário e o viu sorrindo para ela. Ficou feliz e percebeu que seu maior Bem nunca a decepciona e é por Ele e pelo amor às crianças que ela faria tudo novamente.
         Outras idéias e trabalhos virão para Joaninha, com a graça de Deus e o amor de Maria, pelas crianças e pelo futuro do Brasil e do mundo. Joaninha sonha, e quer trabalhar.

MORAL DA HISTÓRIA: Tudo que fazemos deve ser pelo Amor e com o Amor. Assim não desanimaremos e nunca deixaremos de realizar as obras que Deus nos inspira para o crescimento do Seu Reino no mundo. O reconhecimento do nosso trabalho nunca será no mundo, vez que o servo não é maior que o Senhor. E se rejeitaram e crucificaram o Senhor, que farão ao seu servo? Que nossa recompensa seja mesmo a vida eterna nos braços do Pai. Pelo abraço de Cristo tudo, tudo vale a pena.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...