quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

ANGÉLICA, SEJA MAIS ANGELICAL!


Angélica era uma adolescente que adorava se sentir na moda e reinar no pedaço. Respondia a mãe, não obedecia aos mais velhos, brigava com crianças menores do que ela, não respeitava as orientações dadas pelos professores e nem concordava com algumas coisas da doutrina da Igreja. Era a favor de casamento entre homossexuais e até do aborto, dependendo da circunstância. Angélica gostava de usar roupas coladas e curtas, fez uma tatuagem nas costas contrariando a vontade de sua mãe que sempre lhe pedia: “Angélica, seja mais angelical, minha filha!”.
          Um dia, mais por insistência das amigas, Angélica foi à missa. Ela já tinha feito a 1ª comunhão há algum tempo. Era um dia de sábado, o primeiro do mês, e as crianças do coral infantil cantavam. Angélica até achou o coral bonito, mas pensava, “eu é que não quero fazer parte de um coral, nem sei cantar e também já sou muito madura para isso”. Angélica se considerava super descolada, pois era sempre na balada que ela pensava e música de rock é que era sua preferida.
          Mas essa Missa foi mesmo especial... Angélica levantou-se na hora da comunhão e foi para a fila comungar. O padre até ficou com receio de dar a eucaristia para ela, pois a saia muito curta, o top aparecendo o piercing no umbigo mostravam que Angélica havia esquecido muitas coisas do catecismo. Mas o padre lhe deu Jesus Sacramentado, ela voltou ao lugar e ajoelhou-se por um momento.

           Foi exatamente nesse instante que Cristo revelou a ela sua misericórdia, concedendo-lhe a graça de ver o seu anjo da guarda. Ela olhou para o lado e viu o seu anjo. Ele estava com os olhos e nariz vermelhos de tanto chorar e escondeu o rosto de vergonha por Angélica ter comungado estando com tantos pecados...
           Veio à mente de Angélica tudo que ela fazia que tanto ofendia o Sagrado Coração de Jesus, ela também se envergonhou e chorou. Naquele dia, ela prometeu ao seu anjo da guarda que não o faria mais chorar e a Jesus ela consagrou a vida. Angélica mudou, tornou-se mais angelical, meiga, dócil, amiga, decente, admirada por todos e uma verdadeiramente cristã.

MORAL DA HISTÓRIA: Deus vem a nós de várias maneiras. Precisamos apenas abrir o coração para aceitar o seu chamado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...